Projeto pedagógico usa arte renascentista para aprendizado consistente

Quebra-cabeças e arte em vidro e papel fixam o aprendizado sobre elementos e obras de arte renascentistas.

Por Redação / Adaptação Web Rachel de Brito

brincar e observar quebra cabeça arte

Com base nos destaques evidenciados pela educadora Nereide Schilaro Santa Rosa, as atividades a seguir fixam conhecimentos acerca das contribuições da Arte renascentista. Sugestões da própria autora, elas remetem a um aprendizado consistente, aguçando o senso de observação de alunos, fazendo uma ponte entre o seu cotidiano e o período estudado. Isso ao mesmo tempo em que constituem propostas cheias de diversão e registros imortais, que podem decorar a sala de aula e servir de brinquedo, tornando duradouras e acessíveis as obras das crianças. Acompanhe as etapas a seguir e ensine a confeccionar pintura em perspectiva no vidro, no papel, a fazer releitura de obras e construir quebra-cabeças.

Jogos e brincadeiras

Materiais : computador e/ou livros para pesquisa, sulfite A4, cartolina branca ou preta, cola e tesoura. O objetivo da atividade é fazer o aluno perceber a diversidade de jogos e brincadeiras que Bruegel registrou em pleno século 17, há quase 400 anos.

1) Peça aos alunos para localizar na imagem as brincadeiras e brinquedos conhecidos até hoje.

2) Complementando a atividade, os grupos de alunos podem construir um quebra-cabeça, imprimindo a cena em papel A4, colar sobre papel cartolina e recortar com tesoura as formas para remontar a Jogos de crianças; Pieter Bruegel, 1559 cena novamente.

Perspectiva plana

Material : uma janela de vidro, caneta hidrográfica ponta grossa (ou permanente) e pano embebido em álcool gel, para limpeza. O objetivo desta atividade é fazer com que os alunos conheçam as primeiras noções de perspectiva em superfície plana. Explique ao aluno que a perspectiva é a representação em um plano bidimensional de objetos tridimensionais.

Passo 1) Peça ao aluno que observe a paisagem através de uma janela de vidro.

Passo 2) Com caneta hidrográfica ponta grossa (ou permanente, caso se deseje um registro permanente), o aluno vai desenhar no vidro a paisagem que vê através dele. Neste caso o vidro da janela é o plano do quadro em perspectiva e o desenho sobre o vidro é a perspectiva da paisagem observada pelo aluno. Se possível, faça a atividade em sala de aula, de tal maneira que os alunos possam comparar os resultados segundo a variação da localização dos observadores.

Passo 3) Ao final, limpe o vidro com um pano embebido em álcool gel ou limpa vidros (caso não escolha o registro perene).

Perspectiva em movimento

O objetivo dessa atividade é fazer com que o aluno perceba que, se o observador muda de posição, consequentemente a perspectiva muda, pois a distância do objeto e o ângulo de visão também são alterados. O observador é quem determina a linha do horizonte e a distância. Isso ocorre também se o nosso corpo e o nosso olhar mudarem de posição no espaço. É interessante que o aluno perceba ângulos diferentes dos objetos observados, as mudanças nas linhas, na forma, no contorno, nos volumes e até no horizonte.

Passo 1) Peça a cada aluno que faça essa experiência em casa e responda às perguntas a seguir.

Orientação para o aluno:

a) Coloque um objeto sobre uma mesa e não o retire até terminar a atividade. Sugestões de objetos: um cubo de isopor, um vaso, uma caixa de papelão fechada.
b) Faça uma marca no chão com o giz e sente-se sobre ela.

c) Observe o objeto e anote em seu caderno de desenho o que você observou:
• Você vê a parte superior do objeto
Sim / Não
• Você vê o horizonte
Amplo / Restrito
d) Em seguida, fique em pé na mesma marca
de giz do chão onde você estava sentado e observe. Anote novamente as suas observações.
• Você vê a parte superior do objeto
Sim totalmente / Sim parcialmente / Não
• Você vê o horizonte
Muito amplo / Amplo / Restrito

Se for possível, observe o mesmo objeto de cima: coloque uma escada ou outro suporte firme seguro na marca de giz do chão. Suba e observe o objeto novamente. Anote as suas observações.

• Você vê a parte superior do objeto
Sim totalmente / Sim parcialmente / Não

Passo 2) Escreva em seu caderno um relatório comparativo de suas três observações e comente com seus colegas o que observou.

Para ler esta matéria na íntegra, clique na imagem abaixo: